top of page
  • Writer's pictureGabriel Toueg

Kirk Douglas (1916–2020), ator centenário dos EUA

Updated: Jan 24

Kirk Douglas (9.dez.1916 – 5.fev.2020) tinha 103 anos e faleceu hoje em Beverly Hills. A filmografia desse ator, nascido em um 1916 que parece tão longínquo quanto a sua carreira, é extensa e inclui clássicos como Spartacus (1960), O tempo não apaga (1946), O invencível (1949), Cativos do mal (1952), Vinte mil léguas submarinas (1954), Sede de viver (1956), Mais forte que a morte (1953), Sua última façanha (1962), A um passo da morte (1955), Sete dias de maio (1964), entre muitos outros. Mas é por um filme em especial que eu me lembro muito bem dele - e por ele que eu resolvi escrever este obituário, porque só o tenho feito de pessoas que conheci ou com quem tenho algum tipo de relacionamento. A montanha dos sete abutres (1951), é um filme obrigatório para qualquer estudante de jornalismo ou que pensa em trabalhar como jornalista. É um dos filmes que eu sempre sugiro a estudantes em palestras. Ace in the hole, nome original, conta a história do veterano e decadente repórter Charles Tatum, que, depois de dispensado de vários jornais, descobre um sujeito preso numa mina e resolve tirar proveito da situação, transformando-a em um estrondoso circo, atraindo a atenção da imprensa nacional, transformando a esposa do sujeito (que pretendia deixá-lo) em estrela e agindo deliberadamente para atrasar o resgate (e gerar mais notícias).


Douglas como o repórter Tatum em ‘A Montanha dos Sete Abutres’
Douglas como o repórter Tatum em ‘A montanha dos sete abutres’

A atuação brilhante de Douglas (na foto ao lado como Tatum) provoca, ainda hoje, décadas depois, muitas reflexões sobre o que é notícia e sobre sensacionalismo. Você talvez tenha a sensação de que conhece essa história de algum lugar… Los 33

Em 2010, 33 mineiros chilenos ficaram soterrados em uma mina a 688 metros de profundidade em Copiapó, região mineira no norte do Chile. O que deveria ter sido um resgate rápido acabou durando mais de 2 meses, atraiu jornalistas de todo o Chile e de todo o mundo, transformou o local em um circo (e, depois, os mineiros em celebridades, que até bem pouco tempo atrás eram ouvidos para dar pitaco em assuntos nacionais dos quais nada tinham além de opiniões pessoais irrelevantes, como o aborto…!)


E fez do então (e de novo agora) presidente chileno, Sebastián Piñera, em herói nacional. É ele na foto com o bilhete que se tornaria famoso: "Estamos todos bem no refúgio - os 33". Que descanse em paz, Kirk, depois de uma vida de mais de um século.

Versão editada e ampliada de texto publicado originalmente no Instagram. Foto de capa: Douglas em Spartacus (AFP/Clarín)

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page