top of page
  • Writer's pictureGabriel Toueg

A parede e o recado cor-de-rosa

“Dona Inah, conheci a Bruna numa noite em que a senhora cantava”.

Não sei quem é a Dona Inah. Muito menos quem é a Bruna. Mas achei o recado, rabiscado em letras cor-de-rosa na parede do banheiro masculino do Ó do Borogodó, de um romantismo ímpar. O cara provavelmente está tão apaixonado pela Bruna que está grato à Dona Inah, que deve cantar chorinhos no Ó, por ter sido ela a responsável pela trilha sonora ao vivo do encontro entre os dois.

Mas não basta ser grato. Ele resolveu agradecer, ainda que em forma de um recado cor-de-rosa na parede de um banheiro masculino, logo acima do mictório. Naquele provável momento em que, sozinho, se deu conta do amor que sente pela Bruna e fez a declaração, que todos os futuros mijões podem agora ver.

De repente dou até uma chance a acreditar nessa coisa que chamam de amor.

Boa noite.

Ah! Eu colocaria uma foto, mas a bateria do meu celular anda me boicotando e nunca funciona nessas horas importantes!

Atualização: eu não sabia quem é a Dona Inah. Agora eu já sei.

1 view0 comments

Recent Posts

See All

Mexendo com a nossa memória nostálgica

Não tenho nem pretendo ter carro. Mas confesso que essas duas propagandas mexeram muito com a minha nostalgia, a ponto de arrancar suspiros! Você não precisa sair correndo pra comprar nem um, nem outr

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page